pianco in foco

Em Piancó, moradores denunciam Esgoto a céu aberto

Utilidade Pública

São mais de oitenta pontos de esgotos correndo a céu aberto neste momento pelas ruas de Piancó, notificado e denunciado através destes registros fotográficos; por   trechos, ruas e periferias; nem mesmo o Hemonúcleo – Centro de doações de sangue Rua Luis Ferreira, s/n Ouro Branco, escapa.

O certo é que os moradores estão revoltados (com razão), com a situação que horas se encontra o transtorno, mediante o problema que os afligem.’Tememos por nossa saúde, pelas crianças e idosos, não se suporta a fedentina e os resíduos expostos a escorrer’ disse um morador.

Em um outro trecho moradores denunciam o entupimento de uma galeria: “estamos com medo de pegar doença; alem do insuportável mal cheiro e a galeria entupida os resíduos juntamente com a lama que não escoa voltam pelos ralos de pias e banheiros inundando de imundice às nossas casas.

É muito perigoso e desagradável caminhar pela cidade e se deparar com lixo e resto de comida espalhada pelas ruas. Estas situações causam uma série de problemas para a população, o que nos faz parar e refletir em todos os transtornos do esgoto a céu aberto. Não temos como ignorar este tipo de problema e a maior parte da responsabilidade é da Prefeitura.

Quem acha que o esgoto a céu aberto que está do outro lado da rua, não irá trazer consequência nenhuma para sua vida, está enganado. Neste local existe um grande número de bactérias e insetos que podem transmitir doenças graves para você e para toda a sua família.

Está se vendo e vivendo uma cruel realidade no Município; se na gestão passada os problemas eram eminentes, na atual com a mudança a coisa se agravou. Permanece o falso e repetitivo discurso costurado com promessas vãs; e um tabloide de falácias e fantasias decorativas são encenadas num picadeiro. Para se ter uma ideia até a construção de um zoológico fora prometido, (por certo iam colocar os ratos e as ratas que aí estão a corroer o sistema).

 

Author: ZECA ALVES

Share This Post On

O que se passa no vale?

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*